domingo, 19 de agosto de 2012

O meu blog

Um amigo meu leu agora o blog e disse que não era muito meu. 
Era fácil e fútil. Eu sou mais do tipo complicada e menos superficial mas acontece. 
Também gosto de partilhar ideias leves. 
Sei lá, ando confusa. Decidi que queria simplificar a minha cabeça, as minhas coisas, as minhas relações e o blog veio agora nesta corrente de facilitismos. Não sei se estou a conseguir. Ainda acordo de noite aflita com algumas coisas que infelizmente não posso resolver. Ainda choro com saudades. Ainda adoro e detesto algumas pessoas. Ainda me sinto estranha e deslocada deste lugar.
Pelos vistos o blog está mau.
Falhei, não consigo simplificar as coisas.
Vou-me resignar à minha estranheza.
O que acham do blog?


Com amor, da vossa Pirata

11 comentários:

Ana M disse...

não está nada mau :) don't worry ;))

Nix disse...

Eu gosto, mas tu é que tens de gostar -- do blogue e de ti própria! (:

Margarida. disse...

Gostei do blog e sigo-te (:
*Se quiseres passa pelo meu...

Catarina* disse...

É a primeira vez que o visito e adoro! :) SIGO :) Bjs querida :*

Pérola disse...

Começa a ser a tua melhor amiga e escreve o que te apetecer.
Não vivas sob a condição de aprovação alheia.
Temos de nos amar muito para que outros sejam livres de o fazer.

Não te deixes ir abaixo por causa de comentários sem valor.
És única e especial, nunca to esqueças!

Aninhas22 disse...

O que interessa é que tu gostes, mas eu também gosto, já agora :)

Carolina disse...

Não quer dizer que não seja um reflexo da tua personalidade. Pode é ser uma parte de ti que ele não está habituado a ver :)

Íris disse...

do pouco que vi gostei :)

Parede Escrita disse...

Eu gosto :) e acho que o mais importante é tu gostares do que é teu, porque "se nao gostar de mim, quem gostará?"

Spirit disse...

Eu gosto do blog :)

Bella B. disse...

É a primeira vez que visito o teu blog e confesso que gostei. É leve e divertido, o que é bom. Porque nem tudo na vida tem de ser complicado e ter um grande simbolismo implícito.
Identifico-me com tudo o que disseste: também eu sou complexa e de ideias muito peculiares que nem sempre os outros entendem. Mas o bom disto tudo é que não temos que estar sempre no mesmo registo. E aliás, só nos faz bem encararmo-nos a nós próprias de uma forma mais ligeira de vez em quando.
Acho que estás a fazer um óptimo trabalho por aqui e o importante é tu gostares do que escreves. (desculpa a extensão do comentário, mas não queria deixar nada de fora, ahah)
E por tudo o que acabei de dizer, vou seguir-te :)